Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas Digitais

Coisas Digitais

14
Set15

Estações de combustíveis na Russia, vão ser obrigadas a ter estações de carregamento de veículos elétricos

admin

estacoes de combustiveis da russia vao ser obrigadas a ter estacoes de carregamento de carros electricosGraças a um decreto lei, a Rússia poderá em breve tornar-se um lugar muito apetecível para se andar de carro elétrico.

Apesar de ser um grande território, este país possui apenas um pequeno número de carros elétricos. Não é de espantar que sua infra-estrutura de carregamento de veículos eléctricos, seja relativamente subdesenvolvida.

Na esperança de mudar a tendência, o governo russo exigiu através de um decreto lei, que a até Novembro de 2016, todas as estações de combustíveis do país, estejam equipados com estações de carregamento para veículos elétricos.

Segundo o Moscow Times, este projeto em grande escala, iniciou-se a 27 de Agosto deste ano, com a assinatura do primeiro-ministro Dimitry Medvedev, com o único objectivo de dotar o país de estações de carregamento de automóveis eléctricos.

Esta notícia, de certeza que é bem recebida pelos donos de carros elétricos e outros que equacionam adquirir um, no entanto, os donos dos postos de combustíveis, não vêem a noticia da mesma forma, uma vez que serão obrigados a efectuar estas alterações, arcando com todas as despesas de instalação, funcionamento e manutenção das novas estações de carregamento.

De acordo com Maxim Osorin, responsável pela Revolt Motors, empresa vendedora de automóveis elétricos e operador de estações de carregamento, o custo de uma estação de carregamento nível 1 AC é de 100.000 rublos (1.300 euros) enquanto que para uma estação de rápido DC, situa-se nos 3,5 milhões de rublos (45.500 euros).

Apesar de ser uma boa medida o decreto do governo russo, não especifica que tipo de estação de carregamento os donos das estações de combustíveis terão de instalar, pelo que é possível muitos escolham opção mais barata, menos atrativa para o consumidor e com tempos de carregamento mais prolongados.

As autoridades esperam assim, que se dê uma expansão obrigatória da rede de estações de carregamento que faça aumentar as vendas de carros elétricos.

Atualmente não há qualquer incentivo governamental em dinheiro, ou outro tipo de beneficio fiscal para quem pretenda comprar carros elétricos, como os que têm sido adoptadas pelos EUA e outros países onde Portugal já esteve incluído.

Em Moscovo existe uma rede de 28 estações de carregamento públicas, explorados como um programa piloto liderado pela Moscou United Electric Grid Company. Estes carros também gozam do privilégio, de poderem obter estacionamento gratuito na capital.

Pode ser que muito em breve a Russia seja um exemplo a a seguir pelo resto mundo, no que diz respeito aos veículos eletricos.

26
Mai15

Nerdalize eRadiator usa calor de processadores para aquecer casas privadas

admin

nerdalizeA maioria das discussões sobre energias alternativas tendem a se concentrar em fontes naturais, tais como a eólica e a solar.

No entanto nem todas as soluções para um planeta mais sustentável, passam por produzir mais energia limpa. Queremos com isto dizer, que parte da solução parte por diminuir o desperdício de energia.

Uma startup holandesa chamada Nerdalize está a comercializar um radiador, que usa o calor gerado pelos processadores de servidores, usados para alojar sítios da internet e não só, para aquecer casas.

Segundo a BBC, os Data Centers consumiram cerca de 1,5 por cento do consumo global de eletricidade em 2010. Cerca de um terço desta energia eléctrica é usado em aparelhos de ar condicionado para arrefecer estes Data Centers.

A Nerdalize espera distribuir todos esses servidores para casas comuns, usando-os como uma fonte de aquecimento, enquanto mantém a Internet a funcionar.

O Nerdalize eRadiator é aproximadamente do mesmo tamanho de um radiador duplo standard, embora um pouco mais espesso.

O preço deste novo equipamento encontra-se entre os 400 e os 500 euros, onde se incluiu a sua instalação, no entanto, este equipamento requer uma ligação de fibra óptica para que não se dê uma degradação do serviço.

Este conceito de usar a energia calorifica para aquecer edifícios não é novo e não é de todo perfeito. A concentração de servidores pode oferecer mais segurança às empresas e menor dispêndio nos custos de manutenção, no entanto, também pode colocar toda a infra-estrutura em risco em caso de acidente uma vez que partilham todos o mesmo espaço.

De modo a proteger os clientes dos serviços de internet, os servidores da Nerdalize estão alojados em caixas seladas, invioláveis ​​e utilizam dados criptografados, no entanto alojar informações sensíveis em servidores colocados em casas particulares parece-nos um risco.

Apesar das empresas poderem não estar interessadas em reutilizar energia térmica desperdiçada por servidores, este tipo de equipamento pode ser interessante no caso da sua instalação e uso em serviços públicos e governamentais.

Aquecer águas e piscinas com a energia do seu site ou da sua cloud já esteve mais longe.

17
Mar15

O Reino Unido planeia construir a sua maior planta de aerogeradores no mar do Norte

admin
[caption id="attachment_2221" align="aligncenter" width="860"](Reuters/Fabian Bimmer) (Reuters/Fabian Bimmer)[/caption]Se bem que as energias renováveis são uma tecnologia “boa”, a proliferação descontrolada de aerogeradores fere a paisagem onde estes estão inseridos. O Reino Unido está a planear construir a sua maior planta de aerogeradores no mar do Norte.Apesar de visualmente não ser tão agressivo observar estas ventoinhas gigantes instaladas no mar, este é um dos locais bastante movimentados com uma grande quantidade de tráfego marítimo.Esta parte do oceano possui plataformas de petróleo, pipelines, cabos submarinos, embarcações de pesca e com a instalação dos aerogeradores irá tornar-se uma espécie de gincana para os barcos.A Câmara dos Lordes tem solicitado uma melhor cooperação dos estados que rodeiam o mar do Norte e a energia faz parte dos campos a ser discutidos. Esta temática é de extrema importância uma vez que a proliferação destes gigantescos aerogeradores poderá influenciar negativamente as zonas onde serão instalados, pelo que uma discussão política responsável é imperativa.Apesar deste tipo de produção de energia permitir uma segurança energética e diminuição da dependencia dos combustíveis fosseis, a sua instalação no Mar do Norte é arriscada, uma vez que prevê-se que o tráfego marítimo duplique nos próximos anos. Além disso a instalação das estruturas dos aerogeradores, cabos e pipelines, poderá ter um impacto negativo na vida marinha.Este pedaço de água que engloba o Reino Unido, a Holanda e Dinamarca é o ganha pão de 850 mil pessoas e gera cerca de 150 mil milhões de euros para as economias do litoral, além de fornecer comida, energia e rotas comerciais.Provavelmente, uma excelente alternativa, a estas gigantescas torres aerogeradores, seria a instalação de pequenas árvores eólicas espalhadas por todo o país.Fonte: Quartz 
04
Jan15

Árvore eólica consegue gerar 3,1 KW

admin
arvore-eolicaQuase todos os dias circulam pela internet notícias com imagens sobre o degelo, aquecimento global e poluição. Na China e em outros países do mundo há dias em que o smog é tão intenso, que é mais denso que alguns dias de nevoeiro.Sem energia eléctrica a vida como a conhecemos não seria a mesma. Andaríamos a pé ou em veículos de tracção animal, em estradas de terra batida, leríamos livros e se precisássemos de luz à noite só proveniente do fogo. Todo o cultivo e indústria seria à força de braços, os barcos andariam à vela ou a remos, etc.Para conseguirmos atingir um estado de desenvolvimento sustentável, há que fazer certos compromissos. Abdicando do consumo de combustíveis fósseis é possível atingir um estado de emissão de carbono quase zero. Podemos imaginar um mundo em que carros possam andar apenas a energia eléctrica como os TESLA, ou a hidrogénio. A indústria seria movida por centrais solares, eólicas, hídricas ou geotérmicas.O problema das energias renováveis é que a solar só funciona de dia tendo picos durante as 24h e sendo mais eficaz em dias de grande radiação., a eólica só funciona com vento e as ventoinhas são inestéticas e barulhentas, a hídrica necessita de água  e a geotérmica de zonas vulcânicas, que tal como a hídrica  não é possível em muitas áreas do planeta.Com o objectivo de tornar a produção de energia eólica mais atrativa, uma empresa francesa chamada de NewWind está a desenvolver uma espécie de turbina eólica com a aparência de árvore, que serão introduzidas em Paris numa fase de testes.Cada “árvore eólica” tem 72 “folhas” com uma forma cónica, capaz de gerar energia com brisas de 4,4 nós. O que segundo um artigo publicado na Geek geraria energia durante 280 dias por ano, o que é bastante melhor do que as actuais turbinas eólicas, que apesar de gerarem mais energia necessitam de mais vento.
Esta "árvore de vento" com os seus 11 metros de altura e oito de diâmetro consegue gerar no máximo 3,1 KW. A NewWind afirma que comparativamente às tradicionais turbinas eólicas, esta “árvore” é completamente silenciosa, além disso pelas imagens e vídeo do seu protótipo percebe-se que o seu impacto visual é bastante mais agradável.A construção deste equipamento é em aço sendo as “folhas” de um material polímero extremamente leve, o que permite aproveitar bastante mais vento, face às turbinas existentes. Cada “árvore eólica” tem um custo estimado de 29.500€ e poderá ser ligada à rede pública ou num edifício residencial de modo a poupar na conta da energia.É fácil pensar nas vantagens de uma tecnologia deste tipo. Poder instalar uma turbina destas em zonas onde nunca poderiam ser plantadas árvores e onde trariam alguma cor, sombra e energia onde antes não existia nada é de facto aliciante. Uma autarquia com algumas destas de certeza que a longo prazo faria baixar a conta de energia podendo baixar os impostos que como sabemos não param de subir.
23
Dez14

California irá usar gelo para armazenar energia

admin
armazenar energia no geloA california tem efectuado um trabalho notável no campo da energias renováveis. No ambito da energia solar a california já possui uma das maiores centrais solares do mundo a Topaz Solar Quintas, além disso o estado californiano possui um enorme parque eólico que durante a noite produz energia em excesso.O Grande desafio será armazenar o excesso de energia produzido, pois durante a noite a energia baixa de preço visto existir uma diminuição do consumo. Chega a haver alturas na Califórnia que a produção é tanta que o preço baixa até chegar a zero e continua até preços negativos.A tecnologia usada para armazenar energia na forma de gelo não é nova. Durante a noite devido à grande produção de energia, está prevista a utilização de um sistema de ar condicionado que cria enormes blocos de gelo durante a noite. Durante o dia o sistema faz com que o ar quente seja soprado em volta de um grande bloco de gelo, para ser arrefecido e poder ser usado nos sistemas de arrefecimento.A melhor forma de armazenar energia é sem dúvida as baterias, pelo que a companhia Southern California Edison decidiu que para substituir o reactor nuclear e centrais de energia a gaz, irão trabalhar no desenvolvimento de baterias melhores e mais eficientes, incluído a que será a maior bateria de lítio do mundo.Na natureza nada se perde e tudo se transforma, e a energia nas suas mais variadas formas é um bom exemplo disso.  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D