Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas Digitais

Coisas Digitais

21
Abr15

App do Youtube irá deixar de funcionar em dispositivos antigos.

admin
Captura de ecrã 2015-04-21, às 18.11.00O YouTube anunciou ontem uma alteração na sua API, que irá tornar a aplicação inutilizável em dispositivos mais antigos. A tão querida Apple TV 2 famosa por poder ser desbloqueada, várias televisões inteligentes e consolas de jogos, estão na lista de equipamentos que deixarão de ser suportados.Apesar disso, nem tudo está perdido. Os dispositivos sem suporte para a app do Youtube têm a possibilidade de usar a versão web do serviço de streaming de vídeo da Google.Com esta actualização da API de dados do YouTube, a Google pretende disponibilizar mais mais recursos para os utilizadores. Para infelicidade de muitos internautas, a versão antiga começou a ser desligada ontem, 20 de abril de 2015.Como resultado deste encerramento a app actual do YouTube não funcionará em alguns modelos de dispositivos anteriores a 2013, inclusive várias televisões e leitores de Blu-ray da Sony e da Panasonic, dispositivos móveis da Apple com versões do iOS anterior ao iOS 7 e dispositivos que executem versões mais antigas da Google TV.Os iPhones  e iPads mais antigos, vão obrigatoriamente precisar de executar iOS 7 ou posterior para acessar ao serviço de vídeo através da aplicação.Existem algumas soluções para contornar esta mudança. O site do Youtube para dispositivos móveis ainda estará disponível para dispositivos mais antigos que não possam executar a aplicação, pelo que quem desejar, poderá aceder ao Youtube através do seu navegador.No blog do Youtube, poderás encontrar as várias soluções para usares o Youtube no teu dispositivo.
11
Abr15

O Youtube em breve poderá ser pago para não veres publicidade

admin
youtubeO famoso serviço de Streaming de vídeos da Google, o Youtube, parece estar a dar um passo no sentido de se tornar rentável. A gigante da informática, que já nos habituou a vídeos de publicidade antes da visualização dos vídeos alojados em seus servidores, enviou esta semana um mail aos seus parceiros a informar que em breve isto poderá mudar.Apesar de ainda faltar um anúncio oficial, o Youtube informou que os seus termos de utilização devem ser alterados, de modo a suportarem um serviço pago. Os criadores de conteúdo para o Youtube, ganhavam até agora 55 porcento das vendas em publicidade, pelo que dentro em breve as coisas poderão ser diferentes.Apesar dos valores a cobrar aos utilizadores para poderem visualizar vídeos sem publicidade estar no segredo dos deuses, a Google pretende desta forma entrar no mercado de streaming de conteúdo Premium e competir directamente com serviços como o netflix.Quem provavelmente não irá gostar destas novas mudanças, serão os criadores de vídeos, que poderão ver as suas receitas cair a pique. Para os outros utilizadores pouco muda, mas será que estarão dispostos a pagar por mais um serviço na net? Só o tempo o dirá.Em mercados como os Estados Unidos e outros países com elevado poder de compra essa medida poderá ser eficaz, em outros mercados com baixo poder de compra esta medida está à partida destinada ao fracasso.Fonte: Geek
16
Mar15

FAA implica com vídeo retirado por drone e publicado no Youtube

admin
florida-beach-drone-jayson-hanesOntem ao passar de Carro por um parque, notei que estavam duas pessoas muito concentradas a voar com o seu pequeno drone. Se bem que é uma tecnologia bastante aliciante, capaz de tirar imagens e videos de ângulos que de outra forma seria extremamente difícil, por outro lado, é uma tecnologia demasiado recente em que a legislação está a ser discutida.Poderia ser em qualquer parte do mundo, mas o que se passou foi nos Estados Unidos. A Federal Aviation Administration, informou um utilizador do Youtube que um os seus vídeos filmado por um drone, estava em conflito com os regulamentos actuais, devido a terem sido publicados no Youtube.Este utilizador que tinha o drone registado com uma licença comercial, ficou sob alçada de um regulamento bastante mais rigoroso relativamente a quem tem um drone para uso pessoal.Aparentemente o aviso da FAA deveu-se ao uso de publicidade do Youtube e nada tem a ver com o vôo em espaço aéreo restrito ou quebra de privacidade.Estas pequenas notícias servem para alertar, os mais ansiosos por adquirir um drone, de que a legislação ainda está ser discutida, pelo que se pretendes adquirir este tipo de equipamento convém aguardar mais um pouco, ou corres o risco de adquirir um equipamento que depois não poderás dar uso de forma legal. 
allowfullscreen>
31
Jan15

Youtube deixa Flash por HTML5

admin
[caption id="attachment_1567" align="aligncenter" width="798"]youtube deixa flash por html5 Cortesia thenextweb.com[/caption] Já à algum tempo que se vem a anunciar o desaparecimento do Flash. A Apple foi uma das empresas que nunca abraçou o flash nos seus dispositivos móveis alegando falta de performance, pouca segurança, elevado consumo de energia e algumas outras razões.Na terça feira passada, o Youtube, que é o maior site  provedor de videos em Flash, anunciou abandonar o Flash em navegadores mais recentes e passar a adoptar videos em HTML5. Os videos em HTML5 passam assim a ser norma no Chrome, Internet Explorer 11, Safari 8 e nas versões beta do Firefox .Desde as primeiras experiências com video em HTML5 no Youtube em 2010, muita coisa aconteceu. Passamos a ter smart TVs, e vários aparelhos capazes de streaming de video que suportam apenas video HTML5.A Adopção pelo HTML5 decidiu-se a partir do momento que este passou a aceitar ABR (Adaptative Bitrate), permitindo mudar a resolução consoante a qualidade da rede do utilizador. Outras vantagens do HTML5 ficam-se por um buffering mais reduzido se comparado com o Flash.Não menos importante é o facto do HTML5 suportar o Codec VP9 que fornece uma maior qualidade de video, com uma largura de banda 35 porcento mais reduzida. É a tecnologia do HTML5 que permite aos utilizadores das consolas de jogos, fazer streaming de video dos seus jogos.O tempo provou que afinal Steve Jobs tinha razão em ser teimoso e não adoptar desde 2007 o Flash nos seus dispositivos móveis.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D