Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas Digitais

Coisas Digitais

25
Jan16

rumor: Apple prepara iPhone 5se

admin
iphone 5seUm novo rumor revela que a Apple está a preparar o lançamento do iPhone 5se. A empresa de Cupertino fica assim com um novo equipamento de entrada de gama, com design já mais que comprovado de 4 polegadas, de forma a agradar aqueles que desejam uma opção mais pequena aos actuais iPhone 6S e 6 Plus de 4,7 polegadas e 5,5 polegadas.Segundo as nossas fontes, o iPhone 5se apresenta o mesmo tamanho e o mesmo design que o iPhone 5 e 5S, será equipado com uma câmera melhor e irá suportar o Live Photos e o sistema de pagamentos Apple Pay.A Apple suspeita que esta estratégia de completar a gama com um novo equipamento de menores dimensões, irá aumentar o número de vendas, visto ser uma excelente oportunidade dos donos dos iPhones 5S e anteriores trocarem de equipamento.Muitos analistas prevêem que a Apple amanhã apresente pela primeira vez uma diminuição das vendas do seu telefone, tanto que a pressão de apresentar um telefone mais barato e acessível ao grande publico é cada vez maior.Há que relembrar que a empresa de Cupertino anteriormente apresentou o iPhone 5C, que apesar de mais barato, com corpo em plástico ainda era considerado caro, tanto que não teve o sucesso esperado e não cumpriu com o objectivo a que se proponha.O iPhone 5se ganhará assim uma câmera traseira de 8mp e uma frontal de 1,2mp, Chip A8 e M8 semelhante ao que equipa o iPhone 6. Será melhorado com Bluetooth 4.2, VoLTE, e WiFi 802.11ac, assim como ganhará as cores Rosa Dourado, Prateado, Dourado e Branco do iPhone 6S.Prevê-se que seja apresentado já nos próximos meses de Março ou Abril.
24
Jan16

Como saber a verdadeira potencia de rede celular do iPhone

admin
potencia de rede celular do iphoneQualquer dono de um iPhone, quando confrontado com problemas de rede, questiona-se acerca da verdadeira potencia de rede celular do iPhone .Felizmente o sistema operativo de dispositivos móveis da Apple possui um pequeno truque, que faz com que o iPhone mostre o verdadeiro sinal de rede celular. Para se poder utilizar a este "hack", é necessário entrar numa aplicação escondida que se chama "Field Test".Para aceder a esta aplicação basta introduzir no teclado do telefone a combinação *3001#12345#* e pressionar a tecla de chamada. Esta sequência abre a aplicação "Field test" mostrando-lhe vários menus em inglês que em nada interessam para saber a força do sinal de rede celular do iPhone.O que é verdadeira importante na determinação do sinal de rede celular, é o número mostrado no canto superior esquerdo do ecrã, que varia entre -40 a -130, sendo o valor mais aproximado de zero melhor. Sendo assim, podemos concluir que -40 é o melhor sinal possível e -130 é a completa ausência de sinal. Este teste funciona apenas para o iOS 7 tendo-se que efectuar mais alguns passos no iOS 8 e 9.Para o iOS 8 e 9 abre-se o teclado do telefone, disca-se a sequência *3001#12345#*, pressiona-se a tecla de chamada. Depois de entrar na aplicação Field test, pressiona-se o botão de desligar, até aparecer desligar. De seguida pression-se o botão Home, de modo a forçar a saída da aplicação "Field test".Ao voltar para o ecrã principal vai reparar que os pontos de força de rede celular no  canto superior esquerdo do ecrã foram substituídos por números. Se tocares no número vais poder alternar entre o número e os pontos consoante seja o teu desejo.Para colocar o iPhone de volta ao normal, basta entrar novamente na aplicação "Fied test" e pressionar o botão Home para sair.Como se pode concluir, saber a verdadeira potencia de rede celular do iPhone é fácil e rápido de fazer. 
22
Jan16

Como voltar a ter um código de 4 dígitos no iOS

admin
código de 4 dígitos no iOSCom a ultima actualização do iOS, a Apple decidiu aumentar o nível de segurança nos seus aparelhos com iOS e aumentar o código do seu iPhone/iPad para 6 dígitos. Se bem que esse incremento de segurança é bem vindo, na prática em caso de falha do TouchID é bem capaz de ficar atrapalhado para se lembrar dos 6 dígitos, ficando com o seu aparelho inutilizado até conseguir acertar no seu código.Quem deseja voltar a ter o código de 4 dígitos no iOS terá de fazer uma concessão quanto à segurança do seu telefone/tablet, mas isso é um pequeno preço a pagar para aceder mais rapidamente ao sistema operativo do seu iPhone/iPad. Há que ter a noção que coisas não precisam ser tão difíceis e existe uma forma muito simples de voltar a ter os 4 dígitos no ecrã frontal. 
  1. Entre em definições
  2. TouchID e Código
  3. Inserir código
  4. Mudar código
  5. Insira o seu código antigo
  6. Não insira o novo código, em vez disso, clique em opções de código
  7. Seleccione código de 4 dígitos
  8. Insira o seu novo código
  9. Verifique o seu novo código
Se és daquelas pessoas que prefere usar um código de 4 dígitos no iOS esta é a forma de o fazer, mas convém ressalvar que a Apple aumentou dois dígitos ao código do seu equipamento apenas para o proteger dos hackers. Por uma questão de segurança é boa prática alterar esse código de seis em seis meses.
11
Jan16

Apple não sabe quantos utilizadores usam a app de notícias

admin
app de notíciasNo mundo da tecnologia nem sempre as coisas correm como previsto. A app de notícias da Apple, agrega artigos de vários editores e foi experimentada por 40 milhões de pessoas aquando do lançamento do iOS 9. Para nosso espanto a empresa confessou que não tem a noção de quantos utilizadores usam a app de notícias. O que parece ser uma coisa sem grande importância para o utilizador normal, representa muitos milhões de dólares em vendas de publicidade para a empresa de Cupertino. A App de notícia permite que os editores usem a plataforma para publicar artigos e ao mesmo tempo venderem publicidade sem que lhes seja cobrado nada.Cada editor tem a possibilidade vender publicidade a custo zero, no entanto, caso deseje utilizar a plataforma de anúncios da Apple, iAd Network, a companhia da maçã recebe cerca de 30% das vendas. Segundo Eddy Cue (VP da Apple), grande parte das empresas utilizam a forma mais fácil e integrada, vendendo publicidade pelo iAd, em vez de venderem elas próprias e esta é a razão pela qual a companhia necessita de saber quantos utilizadores usam regularmente a sua app de notícias e como a usam. Saber é poder, e neste caso é uma forma de vender o seu produto de forma mais eficaz e adicionar mais milhões de dólares de lucros. Qualquer empresa está no mercado para fazer dinheiro e a Apple é sem sombra de dúvidas uma das melhores.
05
Jan16

Griffin Breaksafe é um magsafe para equipamentos com USB-C

admin
breaksafe-usb-c-power-cable-03O Magsafe da Apple é provavelmente uma das tecnologias mais úteis e espectaculares que a Apple já inventou. É uma tecnologia tão boa e eficaz, que já salvou o nosso já velhinho Macbook de cair no chão centenas de vezes e que é agora recriado pela Griffin com o nome de Breaksafe. Se fores um dos sortudos que tem crianças pequenas, animais de estimação ou simplesmente tens de trabalhar em sítios com bastante movimento, de certeza que não vais querer abdicar desta tecnologia, capaz de salvar o teu computador em caso de puxão acidental do cabo.breaksafeApesar da empresa de Cupertino ter abdicado do Magsafe aquando do lançamento do Macbook de 12 polegadas, a Griffin, percebendo esta lacuna, desenvolveu um cabo USB-C que utiliza uma ligação magnética para ligar o cabo à ficha USB-C, ao qual baptizou de Breaksafe. Na prática o que a Griffin fez com este equipamento, foi a junção do conceito do magsafe com a sua ligação magnética e a tecnologia USB-C. Este conjunto cria o cabo USB-C perfeito, capaz de evitar muitos dissabores e poupar muitos euros em reparações. Infelizmente este cabo só irá estar disponível a partir de abril, com o preço de aproximadamente quarenta dólares. O lado positivo é que este gadget é compatível com qualquer equipamento que utilize USB-C, seja ele Mac ou Chromebook.  
03
Jan16

Apple Store falsa detetada na China

admin
apple-store-falsa-china-1Não há dúvida que a china é um mercado emergente, que representa um papel bastante importante na estratégia de expansão da Apple.Os produtos chineses são geralmente associados a cópias ou a má qualidade, no entanto, verdade que se verifica pode ser completamente diferente, quando existe uma multitude de marcas de renome que têm naquele espaço geográfico várias linhas de produção.Recentemente o blogger BirdAbroad, para mal dos pecados da empresa de Cupertino, detetou na China uma Apple Store falsa, que passa por verdadeira aos olhos mais distraídos.Para os mais atentos e conhecedores da marca da maçã, há mesmo antes de entrar alguns pormenores que fazem franzir o sobreolho para a veracidade de tal loja.Mesmo antes de entrar nota-se um grave erro no placard que indica Apple Stoer, onde deveria ler-se Apple Store, depois lá dentro nota-se algumas imperfeições na decoração, falta do primeiro nome nas etiquetas de identificação dos funcionários e sejamos realistas, anunciar um iPhone 4 e o iPad 2 num poster de parede quando a Apple tenta vender a todo o vapor o iPhone 6S e o iPad Air 2 é no mínimo suspeito e faz disparar todos os alarmes.apple-store-falsa-china-2apple-store-falsa-china-3Felizmente esta situação foi identificada, apesar de não sabermos o que a Apple irá fazer com esta informação. Convém estarmos atentos quando em viajem, pois nunca se sabe quando iremos entrar numa Apple Store falsa.apple-store-falsa-china-4
01
Jan16

Itunes Match permite agora sincronizar 100 mil músicas

admin

itunes_match_2015.jpg

Não fosse o tráfego de dados de internet em dispositivos móveis bastante dispendioso em Portugal, a mais recente novidade do serviço de música da Apple, seria uma oferta de natal maravilhosa.

O iTunes Match, em consonância com as afirmações de Eddy Cue, proferidas em Junho passado, permite agora que os seus utilizadores tenham na sua biblioteca de música, até 100 mil músicas em sincronizadas em todos os dispositivos com iOS, computadores ou Apple TV.

Este aumento em mais 75 mil músicas, começou a notar em Setembro com o lançamento do iOS 9.

Na página de suporte da Apple ainda não existe referencia a este upgrade, mas Eddy Cue confirmou ao blog Macrumors que é verdadeiro que a Apple esteja a implementar este aumento na biblioteca de musicas dos utilizadores subscritores do iTunes Match, que passam das já conhecidas 25 mil músicas para 100 mil músicas.

Resta saber se os subscritores de outros países que não os Estados Unidos, já podem usufruir deste aumento.

Publicado originalmente a 07-12-2015
15
Out15

Vídeo gravado com o iPhone 6S...simplesmente fantástico

admin
[caption id="attachment_3085" align="aligncenter" width="860"]chasing-light-austinn-mann-1 Foto: Austin Mann - http://austinmann.com/[/caption]A câmera do iPhone 6S é uma das grandes melhorias que a Apple implementou no seu mais recente iPhone, face à geração anterior.Com a sua nova câmera de 12 megapixels, conseguem-se registos fotográficos bastante nítidos e detalhados e videos em 4K. Ficamos com a impressão, que esta é a câmera que gostaríamos que estivesse sempre connosco.A Apple sabendo a importância que a selfie tem para muitas pessoas, melhorou também a câmera frontal Facetime HD, que passou a 5 megapixels, trazendo um espécie de função flash, que usa o ecrã para emitir luz para a fotografia.A função live fotos, é outra das grandes novidades, que torna a normais fotografias estáticas em fotografias com vida.Conhecendo as grandes potencialidades da nova câmera do iPhone 6S, Austin Mann, um brilhante fotografo de viajens, conhecido por explorar com mestria as câmeras dos telefones da marca da maçã.Este artista com vários trabalhos publicados na National Geographic e Travel Chanel, além outros projetos humanitários de luta com a pobreza, presenteia-nos desta vez com um vídeo simplesmente fantástico.Poucas palavras descrevem este vídeo gravado com o iPhone 6S que não podes deixar de ver! 
Chasing Light: Switzerland from Austin Mann on Vimeo
.  
19
Set15

" Move to iOS " é a primeira aplicação Apple na Play Store

admin
[caption id="attachment_3050" align="aligncenter" width="940"]Foto cortesia de Cult of Android Foto cortesia de Cult of Android[/caption]

A primeira aplicação da Apple disponível para Android e disponibilizada na Play Store, no início desta semana, não foi nada mais nada menos, do que a aplicação “ Move to iOS ”.

Esta nova aplicação, torna mais fácil a migração de um telefone Android para um dispositivo com o iOS, permitindo transferir todos os dados de um telefone Android para um iPhone.

Apesar de ser uma aplicação extremamente útil, não é uma ideia original da Apple. A Mushroom, a Motorola e provavelmente outras companhias possuem uma aplicação que fazem precisamente o mesmo trabalho.A aplicação “ Move to iOS ” trabalha juntamente com o novo iOS 9, permitindo copiar todos os seus dados importantes, incluindo mensagens, contatos, calendário, fotos, vídeos e muito mais, desde que esteja alojado no seu dispositivo Android.Depois de investigar o código da aplicação, a Phandroid descobriu que o “ Move to iOS ” é na verdade uma versão modificada da aplicação “Copy My Data” desenvolvida para Android, pela empresa britânica Mushroom.

Segundo a Phandroid. "As duas aplicações partilham uma vasta maioria do seu código e funcionalidades".

Sendo assim há dúvida de que a “ Move to iOS ” é o mesmo que o “ Copy My Data ” mas com uma nova cara, desenvolvida pela, ou para a Apple. De modo a precaver-se é muito provável que a empresa de Cupertino, tenha  um acordo com a Media Mushroom, que lhe permite usar o código fonte desenvolvido pela empresa.Como seria de esperar, desde a estréia na Play Store do “ Move to iOS ”, na ultima quarta-feira, a aplicação tem recebido uma série de comentários negativos, proveniente de fãs do sistema operativo Android, insatisfeitos pelos esforços efectuados pela Apple para persuadir os utilizadores destes dispositivos a migrar a da plataforma da Google para a plataforma da maçã.

Independentemente da satisfação de uns e insatisfação de outros, é sempre bom ter o poder de escolher qual a plataforma usar, sem com isto ter de passar pelas dores de cabeça que era passar os dados de um dispositivo para outro.

06
Set15

Companion - A aplicação que te dá segurança até chegares a casa

admin
companion-never-walk-alone-2Com o aumento da criminalidade, longe vai o tempo onde era segura deixar a chave nas portas de casa e fazer uma boa noite de sono, sem ter a preocupação de que os seus bens ou integridade física estariam em risco.Mais valioso do que proteger bens, é proteger as pessoas, ou pelo menos dar-lhes a segurança de que se alguma coisa correr mal, rapidamente alguém é avisado do sucedido.Pensando na segurança das pessoas a app Companion: Never Walk Alone, é uma aplicação que fornece ao utilizador uma certa segurança, ao dirigir-se a pé para casa em certos locais conhecidos como pouco seguros, ou a altas horas da noite.A Companion App é muito fácil de utilizar. O utilizador configura o seu destino e a aplicação além de ir monitorizando a progressão durante o trajecto, questiona periodicamente se está tudo bem. O utilizador tem 15 segundos para responder e se tal não acontecer, a aplicação envia um sinal de alerta para os contactos pré definidos.A segurança não se fica por aí. Se os auscultadores forem arrancados do Jack de audio, ou se a aplicação sentir através do sensores do telefone que o utilizador começou a correr, esta pede que este sinalize se está tudo bem, iniciando sempre uma contagem decrescente de 15 segundos, antes de alertar os contactos.Para os universitários, a app tem um botão “ I feel nervous ”, que avisa os funcionários do campus, caso se sinta nervoso, numa zona onde é suposto estar seguro.A Companion: Never Walk Alone, está disponível gratuitamente para Android e iOS.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D