Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Coisas Digitais

Coisas Digitais

26
Mai15

Nerdalize eRadiator usa calor de processadores para aquecer casas privadas

admin

nerdalizeA maioria das discussões sobre energias alternativas tendem a se concentrar em fontes naturais, tais como a eólica e a solar.

No entanto nem todas as soluções para um planeta mais sustentável, passam por produzir mais energia limpa. Queremos com isto dizer, que parte da solução parte por diminuir o desperdício de energia.

Uma startup holandesa chamada Nerdalize está a comercializar um radiador, que usa o calor gerado pelos processadores de servidores, usados para alojar sítios da internet e não só, para aquecer casas.

Segundo a BBC, os Data Centers consumiram cerca de 1,5 por cento do consumo global de eletricidade em 2010. Cerca de um terço desta energia eléctrica é usado em aparelhos de ar condicionado para arrefecer estes Data Centers.

A Nerdalize espera distribuir todos esses servidores para casas comuns, usando-os como uma fonte de aquecimento, enquanto mantém a Internet a funcionar.

O Nerdalize eRadiator é aproximadamente do mesmo tamanho de um radiador duplo standard, embora um pouco mais espesso.

O preço deste novo equipamento encontra-se entre os 400 e os 500 euros, onde se incluiu a sua instalação, no entanto, este equipamento requer uma ligação de fibra óptica para que não se dê uma degradação do serviço.

Este conceito de usar a energia calorifica para aquecer edifícios não é novo e não é de todo perfeito. A concentração de servidores pode oferecer mais segurança às empresas e menor dispêndio nos custos de manutenção, no entanto, também pode colocar toda a infra-estrutura em risco em caso de acidente uma vez que partilham todos o mesmo espaço.

De modo a proteger os clientes dos serviços de internet, os servidores da Nerdalize estão alojados em caixas seladas, invioláveis ​​e utilizam dados criptografados, no entanto alojar informações sensíveis em servidores colocados em casas particulares parece-nos um risco.

Apesar das empresas poderem não estar interessadas em reutilizar energia térmica desperdiçada por servidores, este tipo de equipamento pode ser interessante no caso da sua instalação e uso em serviços públicos e governamentais.

Aquecer águas e piscinas com a energia do seu site ou da sua cloud já esteve mais longe.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D