Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas Digitais

Coisas Digitais

19
Jan16

Mais novos receiam um futuro onde a inteligência artificial lhes roube os empregos

admin
inteligencia artificialUma recente pesquisa descobriu que as gerações mais novas receiam um futuro onde os robôs lhes roubam os empregos. Com a melhoria da inteligência artificial,  os mais novos começam a sentir medo se realmente irão ter algum emprego no futuro.Este estudo foi desenvolvido em nove países (Reino Unido, Estados Unidos, África do Sul, Austrália, França, Alemanha, Brasil, Índia e China), onde foram entrevistados jovens com idades compreendidas entre os 16 e os 25 anos, num número de 9000 (1000 por país).A quantidade de jovens com este sentimento de medo é tão grande, que 25% dos jovens inquiridos acreditam que os seus trabalhos serão desempenhados por um computador. Na índia, o numero dos inquiridos com pensamento negativo chega a atingir os 50%, enquanto que na Alemanha, Brasil e África do Sul este número atinge apenas 33%.Muitos deles são de opinião que o ensino actual está desfasado da realidade e não é capaz de responder às necessidades das carreiras profissionais do futuro. Também acham que a sua formação necessitará de treino constante, de modo a não ficarem obsoletos.Nos países desenvolvidos os receios são superiores comparativamente aos jovens dos países menos desenvolvidos, com os mais novos a afirmarem que o seu futuro será pior que o dos seus pais.As novas gerações quando inquiridas, preferiram a segurança de integrar uma grande companhia, em vez de se tornarem empreendedores ou juntarem-se a uma startup. Mesmo assim, 50% dos jovens referem que no futuro pretendem abrir o seu próprio negócio.Apesar deste estudo ser muito limitado no que diz respeito à amostra, demonstra que é preciso desenvolver esforços para provar aos jovens que o futuro não é assim tão negro. É preciso lembrar que estes mesmos medos atormentaram a humanidade durante a revolução industrial e que esta soube se adaptar e tirar proveito da situação.A inteligência artificial tem o dever de ser benéfica para a humanidade, no entanto, há que ter muito cuidado, ou então podemos correr o risco de ser dominados pelas máquinas.
18
Jan16

telefones podem facilitar compras no supermercado

admin
compras-no-supermercadoDe tempos em tempos surgem notícias de empresas que se encontram a desenvolver produtos capazes de facilitar a vida dos consumidores, durante as compras no supermercado.Quem está habituado a ir ao supermercado, sabe que há alturas do mês ou do dia em que esperar para pagar as compras é um autentico suplicio. Os donos de grandes superfícies comerciais têm tentado diminuir este tempo de espera, seja com a abertura de mais caixas sempre que se apresentem muitos clientes numa fila, ou através de soluções como caixas automáticos, onde o cliente passa as suas próprias compras, solicitando uma assistente apenas quando necessário.Existem outras soluções em estudo, para tornar uma jornada de compras no supermercado mais produtiva, tal como aplicações que informam qual a senha que está a ser chamada numa secção específica e que permitem ao cliente solicitar uma senha, sem que seja necessário se deslocar à secção necessária (tal como o talho ou charcutaria). Apesar de tudo, estas aplicações nada servem se o cliente for rápido a escolher os produtos a adquirir, mas muito lento no processo de registo e pagamento de compras.A Diebold, percebeu esta limitação e desenvolveu uma app torna o processo de registo e pagamento actual numa coisa do passado. A aplicação, permite que os clientes durante as compras, utilizem a capacidade dos seus telefones, para registarem as compras no supermercado, à medida que vão tirando os produtos das prateleiras e colocando nos carrinhos.compras no supermercadoNo final das compras, os clientes passam num caixa especifico com tecnologia NFC, também desenvolvido pela Diebold, que permite pagar em dinheiro, ou com um cartão de crédito que esteja adicionado à sua carteira electrónica no telefone.Apesar de ser um sistema com grandes potencialidades tem os seus pontos fracos. Os donos dos supermercados correm o risco de serem roubados, visto que este método depende da honra e honestidade dos clientes, que têm de registar tudo o que colocam no carrinho. Poderá também fazer com que haja uma diminuição de postos de trabalho, visto diminuir a necessidade de pessoas a trabalhar nos caixas para registar e receber o pagamento das compras.
14
Jan16

Identilock pode revolucionar a segurança das armas

admin
identilockO sensores de impressões digitais vieram revolucionar a forma como nos autenticamos nos nossos smartphones, tal como o Identilock pode revolucionar a forma como nos autenticamos nas armas. Após ter sofrido um acidente com uma arma quando adolescente, Omer Kiyani decidiu desenvolver esta tecnologia de segurança de armas, por forma a utilizá-la na autenticação de utilizadores de armas.O Identilock é um sensor de impressões digitais que cobre completamente o gatilho de uma arma, desbloqueando o seu uso apenas para pessoas autorizadas. Este sistema é capaz de reconhecer a impressão digital em cerca de um segundo, fazendo com que a arma fique pronta a disparar o mais rápido possivel.Omer Kiyani, afirma que este sistema não foi construído com o pressuposto de mudar o mundo, no entanto, foi desenvolvido para assegurar-se que o utilizador correcto pode utilizar a arma a tempo de se proteger, enquanto que pessoas não autorizadas nunca a conseguirão utilizar.Há que reparar que esta tecnologia ainda está em fase inicial. O Identilock é um equipamento bruto, com o dobro do tamanho de um smartphone. A bateria do sistema tem uma autonomia de seis meses e recarrega-se via USB. Por outro lado o sistema ainda apresenta algumas falhas que têm de ser trabalhadas. identilockO identilock tem dificuldade em identificar os seus utilizadores sempre que estes apresentem as mão molhadas, sujas de lama ou outros resíduos como por exemplo sangue. Por uma questão de segurança existe  uma chave física que ultrapassa todo o sistema electrónico em caso de falha.O Identilock vai ser vendido por cerca de 319 dólares e prevê-se que seja comercializado já a partir do segundo trimestre de 2016. Este sistema poderá ser uma excelente resposta contra os episódios de violência com armas que tem assolado várias escolas dos Estados Unidos, assim como, de proteger os filhos de pais que fazem questão em ter armas em casa.    
13
Jan16

Comissão Europeia quer proibir redes sociais a menores de 16 anos

admin
redes-sociaisParece uma partida do dia 1 de Abril mas é neste caso é realidade. A comissão europeia irá discutir uma proposta que proíbe o uso das redes sociais, restringindo a menores de 16 anos, excepto se tiverem autorização dos pais ou tutor legal.Esta proposto que visa a protecção das crianças e adolescentes, está a abalar grandes empresas tecnológicas Norte Americanas como o Facebook que dependem das redes sociais para fazer dinheiro. Caso a legislação que está a ser preparada por Bruxelas seja a aprovada, prevê-se que entre em vigor já neste ano de 2016.Esta proposta ao ser implementada irá atingir milhões de adolescentes que usam o Facebook, Twitter, Snapchat, Instagram, ou outras redes sociais, que passam a necessitar de autorização dos pais para poderem criar ou aceder ao seu perfil na internet. A medida vai mais longe ao expandir esta autorização para a criação de serviços de email, ou de download de conteúdos da internet.A coligação formada pelas empresas tecnológicas, afirmou que esta medida deve ser ponderada pelo que há que ter cuidado em não precipitarem em aprovar a proposta antes de se consultarem as organizações de protecção infantil. Além disso, este regulamento apenas irá fomentar a que mais adolescentes mintam sobre a sua idade para contornar a proibição.Não sabemos até que ponto um regulamento deste tipo será verdadeiramente eficaz, no entanto, acreditamos que nenhuma criança ou adolescente deve utilizar a internet sem supervisão de um adulto. É preciso não esquecer que a internet está cheia de perigos e que há sempre alguém disposto a tirar proveito disso.
12
Jan16

Airmule ... o drone ambulância autónomo voa pela primeira vez

admin
airmuleO Airmule, é um drone ambulância desenvolvido pela Tactical Robotics, para salvar soldados feridos em situações de combate, sem que ser necessário arriscar mais vidas.Este projeto encontra-se em desenvolvimento à cerca de uma década, no entanto, só agora surgiram as primeiras imagens do drone a voar sozinho.Teoricamente este drone será capaz de levantar voo e aterrar verticalmente à semelhança do caça britânico Harrier, em zonas onde os helicópteros não são capazes de operar e que estão fora do alcance de outros tipos de veículos de socorro.O Airmule possui um motor interno, tem uma autonomia de até 50 km, para missões em diferentes tipos de terrenos (montanha, floresta, urbano) e é capaz de carregar 450 kg de carga ou duas pessoas, capacitando os soldados de ter apoio logístico de suporte de vida onde ele é mais preciso.Segundo a companhia israelita, o Airmule, realizou pela primeira no final de 2015, o seu primeiro voo autónomo, que foi registado em video. Este tipo de veículo tem o potencial de mudar a forma como iremos ver as ambulâncias no futuro, uma vez que grande parte dos dispositivos médicos de socorro e trauma, são inicialmente projetados para situações de guerra e à posteriori adaptados à vida civil. Num futuro próximo é muito provável que quando ouvirmos uma sirene, iremos olhar para o ar em vez de olharmos para a estrada. 
11
Jan16

Apple não sabe quantos utilizadores usam a app de notícias

admin
app de notíciasNo mundo da tecnologia nem sempre as coisas correm como previsto. A app de notícias da Apple, agrega artigos de vários editores e foi experimentada por 40 milhões de pessoas aquando do lançamento do iOS 9. Para nosso espanto a empresa confessou que não tem a noção de quantos utilizadores usam a app de notícias. O que parece ser uma coisa sem grande importância para o utilizador normal, representa muitos milhões de dólares em vendas de publicidade para a empresa de Cupertino. A App de notícia permite que os editores usem a plataforma para publicar artigos e ao mesmo tempo venderem publicidade sem que lhes seja cobrado nada.Cada editor tem a possibilidade vender publicidade a custo zero, no entanto, caso deseje utilizar a plataforma de anúncios da Apple, iAd Network, a companhia da maçã recebe cerca de 30% das vendas. Segundo Eddy Cue (VP da Apple), grande parte das empresas utilizam a forma mais fácil e integrada, vendendo publicidade pelo iAd, em vez de venderem elas próprias e esta é a razão pela qual a companhia necessita de saber quantos utilizadores usam regularmente a sua app de notícias e como a usam. Saber é poder, e neste caso é uma forma de vender o seu produto de forma mais eficaz e adicionar mais milhões de dólares de lucros. Qualquer empresa está no mercado para fazer dinheiro e a Apple é sem sombra de dúvidas uma das melhores.
11
Jan16

Bimek SLV é o futuro da contracepção masculina

admin
bimek-slvO Bimek SLV  é uma das novidades mais escaldantes no que diz respeito à contracepção masculina. Clemens Bimek, médico alemão, nascido em 1967, a residir na Suíça, dedicou toda a sua vida a desenvolver um dispositivo que interrompe o fluxo de esperma de se misturar com o sémen. Desde à muitos anos que se fala em contracepção masculina e no sonho de uma pílula que pudesse capacitar o homem de não ter filhos, e ao mesmo tempo aliviar a mulher desta enorme responsabilidade. O que até agora era feito recorrendo ao preservativo ou de uma forma mais permanente à vasectomia, pode no futuro ser efectuado por um simples interruptor. O Bimek SLV funciona através da colocação de um dispositivo em ambos os canais deferentes (responsáveis por transportar o esperma), que atua como válvula, de forma a que sempre que esteja fechado, impeça o esperma de se misturar com o sémen. A abertura e fecho do Bimek SLV funciona recorrendo a um simples interruptor que pode ser ativado externamente. Se bem que o conceito é interessante e libertará homens e mulheres de recorrerem a hormonas na contracepção ou outros métodos contraceptivos, terá de evoluir um pouco mais, recorrendo em vez de um interruptor, a uma ativação através de um smartphone ou algo semelhante.Este dispositivo ainda está em fase de desenvolvimento, irá necessitar de uma cirurgia para ser implantado nos testículos caso passe em todos os testes clínicos e não é livre de complicações sendo a mais grave infecção e esterilidade. Prevê-se que seja comercializado em 2018, com um custo estimado de 5450 dólares.
09
Jan16

Smartphones Moto by Lenovo vão ser uma realidade

admin
moto by lenovoMuito em breve iremos ver nas prateleiras smartphones Moto by Lenovo . A marca Motorola irá desaparecer da forma como a conhecemos. A Motorola Mobility, adquirida pela chinesa Lenovo em Janeiro de 2014 por 2,91 biliões de dólares, será unificada sob a marca da Lenovo. A companhia chinesa informou que a irá usar a marca Moto nos seus equipamentos topo de gama, enquanto que irá utilizar a marca Vibe nos equipamentos de entrada de gama. Segundo o COO Rick Osterloh, a Lenovo irá abandonar o nome Motorola faseadamente. Por seu lado o CEO Yang Yuanqing pretende não só proteger a marca Motorola, como também torná-la mais forte. Ninguém sabe até que ponto se a opção da Lenovo de abandonar gradualmente a marca motorola dos seus equipamentos será uma boa ou má opção. Há contudo uma certeza, a marca Motorola está fortemente associada aos telefones móveis, por outro lado, a Lenovo ainda que está a cimentar a sua reputação no campo destes equipamentos e irá usar esta medida como tática para solidificar a sua posição aos olhos dos consumidores. Esta história vista faz lembrar o que a Microsoft fez com a marca Nokia à alguns anos atrás, quando substituiu os Nokia Lumia por Microsoft Lumia. Resta saber como irão reagir os fãs da Motorola e se com os Moto by Lenovo se irão manter fiéis ou não à marca.
08
Jan16

Intel Compute Stick mais poderoso com processador core M

admin
Intel Compute Stick Core MA Intel apresentou esta semana na CES 2016, um modelo do Compute Stick, mais poderoso baseado nos seus novos processadores Intel Core M. Estes novos modelos do Intel Compute Stick são significativamente melhores e mais poderosos do que os da geração anterior. O Intel Compute Stick original veio capacitar os seus utilizadores com o poder de tornar qualquer televisão com porta HDMI num pc. Testado por um dos nossos companheiros de trabalho, o Compute Stick original apresentava algumas falhas. Como seria de esperar notava-se um desempenho de baixo nível e apenas vinha equipado com uma porta USB, mesmo assim conseguia tornar qualquer televisão num verdadeiro média Center e Smart TV. Passado um ano a Intel decidiu melhorar o seu produto introduzindo os novos processadores M3 e M5, 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento eMMC. Existe também uma versão mais Low Cost, equipada com o processador Intel Atom, 2GB de RAM e 32 GB de armazenamento. A versão mais poderosa será vendida a 399 dólares, enquanto que a versão menos vitaminada será vendida por 160 dólares. Quanto à conectividade a Intel apresentou um produto sólido ao dotar o Intel Compute Stick com Dual Band Wireless AC 7265, Bluetooth 4.1 e uma porta USB, à qual são adicionadas mais duas através do adaptador de energia. Os utilizadores têm a opção de adquirir este gadget com o Windows 10 se assim o desejarem. Prevê-se que os primeiros equipamentos sejam colocados à venda já a partir de Fevereiro.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D